INTRODUÇÃO Para esta introdução foi utilizado como fonte de inspiração o artigo The evolution and future of logistics and supply chain management escrito por Ronald H. Ballou, publicado em 2006. Um tema muito abordado e de alta relevância discutido atualmente no âmbito empresarial è o da Supply Chain Management (Gestaão de Cadeia de Semprimentos). Esse tema, como será visto numa seção espicífica neste próprio trabalho,oferece uma visão ampla de papel de uma organização em seu ambiente de atuação. Uma grande responsabilidade è disposta para a empresa, uma vez que ela faz parte de uma rede de suprimentos onde muitas empresas dependem dela,e ela depende de muitas outras empresas. Assim, conhecer os clientes e fornecedores e adotar a forma correta de gestão para com eles è um ponto crucialpara o desenvolvimento sustentável da Supply Chain. Para se conseguir atuar de forma eficaz nessa cadeia de semprimentos em que a empresa está inserida è necessário conhecer e conseguir controlar os processos internos. Quando se pensa em Supply Chain Management deve-se pensar também em una empresa na qual a estratégia esteja bem definidae que todos, dentro da organização, consigam seguir tal estratégia. Da nada adianta una empresa ter uma estratégia e cada departemento dentro desta seguir para rumos diferentes. Fawcett & Magnan (apud BALLOU, 2006a) conduziram uma pesquisa para verificar se todo esse conceito de intergração entre empresas, suferido pela Supply Chain Management, è realmente aplicado. Um dado interessante foi que metade das empresas entrevistadas estava em um processo de integração interno, muitas vezes ajudado por grandes softwares ERP. Percebe-se. Dessa forma, que para se ter um successo de integração das paredes da empresa para fora è necessário, amtes, uma integração das paredes da empresa para dentro. A tendência atual de crescimento da globalização, estimulada muitas vezes por acordos comerciais entre países, permitindo o comércio não tributado com o outsourcing das atividades empresarias, gera um contínuo e crescente interesse pelas atividades desenvolvidas pela logistica e pela Supply Chain Management. A forma de consumo de bens muda sensivelmente a todo instante, e isso exige uma gestão pertinente da cadeia de suprimentos. A logistica, considerada um elemento importante dentro do amplo tema Supply Chain Management, ajuda a empresa a desenvolver as sua atividades, e o transporte dentro da logistica tem um papel fundamental. Quando se pensa em uma forma de transporte não se pode levar em conta somente o custo relacionado ao tipo de transporte que se utiliza, seja aéreo, ferroviário ou rodoviário. Considerando cada fator de forma isolada, pode-se chegar a conslusões errôneas. Por exemplo, com o transporte aeroviário os custos aumentam, no entanto outros recursos ou fonte de lucros podem aumentar também por realizar o transporte mais rapidamente ou por se atingir ou, mesmo, superar as expectativas do cliente, ou, ainda, por ter menos tempo de estoque de mercadoria em trânsito. Nesse caso, dependerá também do nível de serviçio desejado e/ou adotado pela empresa. Estudos e práticas relativos à movimentação fǐsica è uma das mais negligenciadas; no entanto, è uma das mais promissoras atividades dos negócios norte-americanos. E isso pode ser estendido aos dias atuais: muitas empresas não consideram a movimentação de materiais como atividade cabível de programação, e isso pode ser fonte de atrasos, erros e falta de atendimento ás necessidades do cliente. Alguns teóricos, a princípio, consideravam a logistica como uma parte da produção, ou seja, suas responsabilidades eram de quem programava e controlava a produção. Devido a isso, a logistica muitas vezes era menosprezada e não tinha a devida atenção necessária. No entanto, percebe-se que esta tem fundamental importância e deve estar constantemente relacionada com outras áreas da organização. Sistemas de movimentação e armazenagem ágeis e bem projetados se relacionam, por exemplo, com o Lean Production presente na administração da produção. A produção enxunta prevê eliminar desperdícios, e considera o transporte um desperdício; no entanto, ele è necessário. Dessa forma, um projecto bem dimensionado de transporte e movimentação de materiais ajudaria a diminuir os desperdícios, auxiliando a resolver os problemas apresentados pela produção enxunta.

LOGISTICA: VISAO GLOBAL E PICKING

RUGGERI, REMIGIO
2010

Abstract

INTRODUÇÃO Para esta introdução foi utilizado como fonte de inspiração o artigo The evolution and future of logistics and supply chain management escrito por Ronald H. Ballou, publicado em 2006. Um tema muito abordado e de alta relevância discutido atualmente no âmbito empresarial è o da Supply Chain Management (Gestaão de Cadeia de Semprimentos). Esse tema, como será visto numa seção espicífica neste próprio trabalho,oferece uma visão ampla de papel de uma organização em seu ambiente de atuação. Uma grande responsabilidade è disposta para a empresa, uma vez que ela faz parte de uma rede de suprimentos onde muitas empresas dependem dela,e ela depende de muitas outras empresas. Assim, conhecer os clientes e fornecedores e adotar a forma correta de gestão para com eles è um ponto crucialpara o desenvolvimento sustentável da Supply Chain. Para se conseguir atuar de forma eficaz nessa cadeia de semprimentos em que a empresa está inserida è necessário conhecer e conseguir controlar os processos internos. Quando se pensa em Supply Chain Management deve-se pensar também em una empresa na qual a estratégia esteja bem definidae que todos, dentro da organização, consigam seguir tal estratégia. Da nada adianta una empresa ter uma estratégia e cada departemento dentro desta seguir para rumos diferentes. Fawcett & Magnan (apud BALLOU, 2006a) conduziram uma pesquisa para verificar se todo esse conceito de intergração entre empresas, suferido pela Supply Chain Management, è realmente aplicado. Um dado interessante foi que metade das empresas entrevistadas estava em um processo de integração interno, muitas vezes ajudado por grandes softwares ERP. Percebe-se. Dessa forma, que para se ter um successo de integração das paredes da empresa para fora è necessário, amtes, uma integração das paredes da empresa para dentro. A tendência atual de crescimento da globalização, estimulada muitas vezes por acordos comerciais entre países, permitindo o comércio não tributado com o outsourcing das atividades empresarias, gera um contínuo e crescente interesse pelas atividades desenvolvidas pela logistica e pela Supply Chain Management. A forma de consumo de bens muda sensivelmente a todo instante, e isso exige uma gestão pertinente da cadeia de suprimentos. A logistica, considerada um elemento importante dentro do amplo tema Supply Chain Management, ajuda a empresa a desenvolver as sua atividades, e o transporte dentro da logistica tem um papel fundamental. Quando se pensa em uma forma de transporte não se pode levar em conta somente o custo relacionado ao tipo de transporte que se utiliza, seja aéreo, ferroviário ou rodoviário. Considerando cada fator de forma isolada, pode-se chegar a conslusões errôneas. Por exemplo, com o transporte aeroviário os custos aumentam, no entanto outros recursos ou fonte de lucros podem aumentar também por realizar o transporte mais rapidamente ou por se atingir ou, mesmo, superar as expectativas do cliente, ou, ainda, por ter menos tempo de estoque de mercadoria em trânsito. Nesse caso, dependerá também do nível de serviçio desejado e/ou adotado pela empresa. Estudos e práticas relativos à movimentação fǐsica è uma das mais negligenciadas; no entanto, è uma das mais promissoras atividades dos negócios norte-americanos. E isso pode ser estendido aos dias atuais: muitas empresas não consideram a movimentação de materiais como atividade cabível de programação, e isso pode ser fonte de atrasos, erros e falta de atendimento ás necessidades do cliente. Alguns teóricos, a princípio, consideravam a logistica como uma parte da produção, ou seja, suas responsabilidades eram de quem programava e controlava a produção. Devido a isso, a logistica muitas vezes era menosprezada e não tinha a devida atenção necessária. No entanto, percebe-se que esta tem fundamental importância e deve estar constantemente relacionada com outras áreas da organização. Sistemas de movimentação e armazenagem ágeis e bem projetados se relacionam, por exemplo, com o Lean Production presente na administração da produção. A produção enxunta prevê eliminar desperdícios, e considera o transporte um desperdício; no entanto, ele è necessário. Dessa forma, um projecto bem dimensionado de transporte e movimentação de materiais ajudaria a diminuir os desperdícios, auxiliando a resolver os problemas apresentados pela produção enxunta.
EdUFSCar - Editora da Universidade Federal de Sao Carlos
9788576001843
File in questo prodotto:
File Dimensione Formato  
Ruggeri.pdf

Accesso riservato

: Post-Print (DRAFT o Author’s Accepted Manuscript-AAM)
Dimensione 4.19 MB
Formato Adobe PDF
4.19 MB Adobe PDF   Visualizza/Apri

I documenti in IRIS sono protetti da copyright e tutti i diritti sono riservati, salvo diversa indicazione.

Utilizza questo identificativo per citare o creare un link a questo documento: http://hdl.handle.net/11311/628428
Citazioni
  • ???jsp.display-item.citation.pmc??? ND
  • Scopus ND
  • ???jsp.display-item.citation.isi??? ND
social impact